31/01/19

RECORDANDO - ASCENDENS DailyMotion


Quem lembra do primeiro canal de vídeo do tradicional catolicismo em Portugal?

Depois de suspenso durante anos ele está de volta, com algumas actualizações. O canal ASCENDENS (DailyMotion) conta mais de 34.000 visualizações e 62 vídeos. Não, não… não fazemos grande fé nas quantidades, bem o sabem; somos quem o tem advertido, há bastantes anos: nestes dias que correm, o aumentar dos números é mais sinal para precauções, que para alegrias.

Não estão acessíveis ao público todos os vídeos. Os que estão disponíveis formam já um interessante conjunto documental.

Bom proveito.

19/01/19

ECCLESIA DEI - ASCENDENS 2010


Foi liberado da memória do blog mais um artigo que esteve visível. Este tem como fundo o assunto ECCLESIA DEI e o modernismo conservador que tem vindo a transformar-se num "tradicionalismo exterior". Qual o motivo da ocultação deste artigo? Esse é assunto para outro dia. Agora, fiquem com este artigo ASCENDENS de Dezembro de 2010:

CATÓLICOS TRADICIONAIS / ECLESIADEISTAS

10/01/19

NA SERRA ALTA - Névoa


"Quando a mentira sustenta, o Diabo governa. Onde a intriga e a murmuração ganham terreno a verdade recua."
(na serra alta - J. Antunes)

05/01/19

SÃO TELÉSFORO 2019

Homenagem a São Telésforo, Papa e Mártir, um dos patronos do blog ASCENDENS e de seu administrador.


Todas as publicações ASCENDENS com referência a S. Telésforo:


S. Telésforo, Rogai por nós.

(reze agora 3 Ave-marias e um Pai-nosso)

30/12/18

O MASTIGÓFORO - ("Melhoramentos")


Melhoramentos - Deu o pior de todos os Séculos na fina de querer, e gritar, que o tenham pelo mais avisado, e melhor de todos, e parece-se muito nesta parte com esses residentes fixos na casa dos orates, que embirram em dizer e pensar, que são Reis e Príncipes, quando efectivamente são uns miseráveis, que só têm direito à compaixão, e ao zorraguo quando se excedem. O Século mais doente feito o Século das melhoras, o Século das reformas!! Que pasmo! Faz contudo o nosso Século uma diferença mui essencial dos que padecem desmancho na cabeça, pois a estes se os tem, separados, e em recato não fazem mal a ninguém, mas sucede outra coisa nas melhoras do Século, que por exemplo armando-se com o ferro da guilhotina, e ensopando-o no sangue de 600.000 cabeças, diz que vem felicitar, e melhorar o género humano!! Este é essencialmente imperfeito, e por mais que se atormentem os Sábios, entrou-se em vida do primeiro homem, e torto há de acabar, e quando se tratasse de lhe fazer aqueles melhoramentos compactíveis com o seu estado natural de imperfeição, nem por isso haviam de ser os Pedreiros quem lhos fizesse com os seus martelos, sachinhos, e canudos de lota!! O melhor, diziam os nossos velhos, é sempre inimigo do bem, quem está sofrivelmente não corra atrás de melhoras, que vai errado; por isso os nossos velhos passaram uma vida santa, e regalada. Os tolinhos dos novos, julgando saber mais, perverteram, e arruinaram tudo …. Presenciámos quais foram as bênçãos da Sabedoria do Século. Cidadãos armados uns contra os outros, Comércio perdido, o Brasil separado, inquietações, e desgostos, que excedem todo o número, e todo o cálculo !!! Esteja melhor quem o quiser e desejar; o Mastigóforo não aspira senão a estar bem, e não o pode estar, enquanto houver Pedreiros neste Reino.

ASCENDENS - COMUNICADO EXTRAORDINÁRIO

Caros leitores, 

o "estado de necessidade" em que a Igreja está mergulhada é transversal, ninguém está fora do alcance porque condiciona a todos. A auto-demolição da Igreja é galopante e parece não restar espaço e tempo para outra boa obra que não seja a da salvação da própria alma, o auxílio aos outros no mesmo fim, o refúgio activo tão exigente. Se sobram forças, ajudar também de outros modos a desacelerar aquela queda ímpar na vida do catolicismo.

Como bem têm testemunhado os leitores, sempre foi respeitado aqui a privacidade exigida pela FSSPX nas suas coisas internas. Os seus documentos internos (que não são acessíveis aos fiéis), registos da vida interna da Instituição, e outros foram sempre aqui respeitados e nunca divulgados. Ora, se agora resolvo colocar algo cá fora, é por estar convicto de que pode ser verdadeiramente benéfico, e nem sequer ofende ninguém realmente.

De momento, o que irei transcrever não é tão inacessível, pois está acessível até "àqueles que colaboram no nosso apostolado".


Do 1º artículo do "Espíritu de la Fraternidad San Pío X - Para Uso Interno de La Fraternidad Sacerdotal San Pio X"; por Mons. Marcel Lefebvre; Seminario Internacional Nuestra Señora Corredentora (tradução Ascendens):

"A Fraternidade, ao cumprir o seu décimo aniversário, quer tratar de definir e descrever aquilo que chamamos de espírito da Fraternidade.
Escutamos-vos, aqui e ali, críticas mais ou menos vivas por parte de amigos nossos: "Os membros da Fraternidade creem-se privilegiados, creem ser a Igreja e assim faltam ao respeito aos outros; pretendem-se possuidores de tudo, controlar tudo, etc...". É possível que a juventude e a inexperiência no apostolado tenham provocado algumas vezes torpezas e mal-entendidos. É certo que devemos fazer todo o possível para praticar a caridade com todos aqueles que se esforçam, como nós, para combater o erro e manter a Fé. (…)" [escrito em 7 Fevereiro de 1981]

E ainda:

"O espírito da Fraternidade é antes de tudo o da Igreja, e portanto seus membros (sacerdotes, irmãos, oblatas, terciários) esforçam-se por conhecer cada vez melhor o Mistério de Cristo, tal como escreve S. Paulo nas suas Epístolas, e especialmente nas que são dirigidas aos Efésios e Hebreus. (…)" [do 2º artigo, escrito a 4 de junho de 1981]

Estes artigos encontram-se também fora do documento interno. Possivelmente, o mesmo documento é repetido e guardado entre os "lefebvristas" da chamada "Resistência", para os seus sacerdotes, irmãos, religiosos, e seminaristas. De certo não ofendi ninguém.

24/12/18

NATAL -2018

O blog ASCENDENS deseja a todos os leitores um santo Natal, celebrado o melhor possível

Presépio dos Marqueses de Belas

18/12/18

O BRASÃO PELO QUAL SE PODE ORAR CDLXXII

SERMÕES DOMINICAIS - III Domingo do Advento
























- FSSPX
Pe. Samuel Bom
Ano 2018




- RESISTÊNCIA (Sta. Cruz)
Fr. Dom Tomás de Aquino
Ano 2018




- INÓSPITA TRINCHEIRA
Pe. J. Carlos Ceriani
Ano 2018



.

03/12/18

ASCENDENS - Repetição do Almoço Luso Católico Tradicionalista


Depois do almoço anual 2018 proporcionou-se outro,  já em tempo de frio e lareira. Neste são convívio reuniram-se acostumados e novos.


Pelos motivos óbvios, e porque manda a prudência, compartilhemos apenas ao mínimo a notícia: pouquíssimas fotos. Desta vez, vai também a ementa.

Aperitivo
- Canapés à serrano (presunto e queijo regionais, sobre pão doce pousado em azeite aromatizado com tomilho);


- Azeitonas (verdes, e negras) regionais;
- (bebida) Sangria reforçada.


Entrada
- Gambas selvagens;
- (bebida) Espumante.


Pratos
- Charcutaria regional flamejada;
- Churrasco "de chão" (ponta de entrecosto de porco, aba de vitela);
- Guarnições (batata assada, esparregado);
- Molho pastoril (alho, queijo e hortelã);
- (bebida) Sangria.


Sobremesa
- Gelado silvestre (frutos secos, frutos silvestres, gelado de nata)
- Frutas.


Como sempre, o convívio muito proveitoso, mais tempo houvesse, e que Nossa Senhora o continue a querer e patrocinar.

29/11/18

ANTECIPAÇÃO - ACONTECIMENTO INÉDITO EM PORTUGAL (II)

Depois de publicarmos o levantamento e notícia da manifestação frente à estátua do Pe. António Vieira, noticiamos agora outro disfarçado e revoltoso evento autodenominado "Democracia em Preto e Branco" ou "A Rua é do Povo".

membros deste movimento socialista-marxista tatuam-se com simbologias da causa a que se devotam
Dia 1 de Dezembro … (pois claro …), pelas 14:30 h, na Praça Conde de Agrolongo, Braga, a coisa "Frente Unitária Antifascista" (notícia do alastramento em Portugal, aqui; origem, aqui) fará um manifesto em cooperação com outros grupos revolucionários recém-formados e também de origem afro-brasileira. Esta organização é ela mesma já formada por membros de outras associações diversas, principalmente ligadas a: LGBT, Socialismo-Marxismo, Feminismo, Sionismo, Racismo/anti-racismo, "direitos" dos animais, Democracia, Veganismo etc. sempre associados à esquerda, e promovidos em Portugal por grupos no Brasil. Uma parte significativa destas pessoas é de proveniência também brasileira, residente em Portugal (na esmagadora maioria dos casos, dos respectivos perfis de Facebook retiraram a informação da sua nacionalidade de origem, ao mesmo tempo que fazem questão de mostrar-se moradores de alguma cidade portuguesa). Estes actiivistas procuram provocar a criação de grupos em Portugal como se fossem fenómeno "natural" de indignação e carência de justiça social.


Tínhamos visto coisas destas em Lisboa, depois Porto, e agora em Braga, cidade muito cobiçada pela percentagem alta de população jovem. Encontra-se a ocasião com a engenharia social e o investimento de grupos ideológicos estrangeiros (não esquecer o acolhimento dos pequenos partidos em Portugal, ligados à esquerda).

Já para 2019. Vendem a "solução", e têm que fazer aparecer e agrandar o problema, entretanto. Marxismo Cultural
Mas qual foi o pretexto que a esquerdalha arranjou para levar os seus seguidores à reacção, alastrar-se, e fazer-se assim mais visível? O comunicado da coisa "Frente Unitária Antifascista" de hoje (29/11/2018) é claro:


"A FUA- Frente Unitária Antifascista, coletivo organizado e composto por partidos políticos, movimentos políticos, associações, sindicatos e cidadãos e cidadãs independentes, constituído há menos de um mês apresenta total indignação com a forma como foram abordados pelo deputado municipal de Braga eleito pela Coligação e filiado no CDS-PP , João Medeiros, e pela secretária do vereador Altino Bessa, do mesmo partido. Como organizadores de uma celebração da Democracia no dia 1 de dezembro intitulada: “A rua é do Povo” enviamos convites via email, e a resposta do político e da secretária do vereador Altino Bessa, do CSD-PP, foi de total desrespeito pela Democracia e pela Constituição que prevê o direito à manifestação. Apresentamo-nos, como um movimento de cariz nacional aberto a várias ideologias que partilhem o desejo de viver a democracia saudável, pautada pela justiça equitativa, alteridade, liberdade e inclusão. A criação da frente é corolário do avanço notório da extrema-direita em vários países, onde se inclui Portugal ,e temos apoio do partido político MAS, sindicatos como STFPSN E STCC, o movimento político Braga para Todos, associação UMAR, grupos de ativismo como: AIM-Alternative Internacional Movement, a par dos impulsionadores da frente: os núcleos antifascistas de Braga, Porto e Viana do Castelo e ainda cerca de 50 cidadãos e cidadãs [portanto, é uma mulher quem escreve] independentes, no entanto, foi no convite enviado para partidos e políticos pautados, aparentemente defensores da Democracia que surgiram os ataques que consideramos inaceitáveis. É uma vergonha ter políticos com este comportamento, além de ser uma falta de respeito mandar trabalhar pessoas ativas no mercado de trabalho. Respeitamos a 100% o não querer receber emails, mas não podemos deixar de mostrar a linguagem usada por este deputado do CDS e pela secretária do vereador do CDS. Não nos parece que o problema seja a recepção de um email, mas questões políticas partidárias, quando a frente é democrática e pluralista, no entanto, vamos retirar os emails das pessoas que o pediram, mas salientamos que estes comportamentos mostram como é urgente lutar contra ordens surgentes de quem tem por dever servir os outros, a real função da política. FUA - Frente Unitária Antifascista."

Núcleo Antifascista de Braga
A beatificação da democracia e a canonização do antifascismo, inseparáveis da constituição das repúblicas actuais, possibilitaram que o Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte tenha dirigente que se atreva a aplaudir a manifestação "A Rua é do Povo"/"Democracia em Preto e Branco":

"À Frente Unitária Antifascista
SAUDAÇÃO

O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte saúda com os votos de maior êxito a iniciativa promovida pela Frente Unitária Antifascista sob o lema A Rua é do Povo! que irá realizar-se no próximo dia  1 de Dezembro de 2018, pela 14:30h, na Praça Conde de Agrolongo, em Braga.

Cientes da particular importância do que estas iniciativas representam nas sociedade hodiernas e no desenvolvimento social, económico, político e cultural, assumindo particular importância no quadro atual em que a Democracia e o Estado de Direito é posto em causa, damos particular sentido a esta nossa saudação de profunda solidariedade com os cidadãos que aderirem à presente iniciativa.
Porto, 23 de novembro de 2018. Saudações Sindicais, A Direcção - Orlando Gonçalves."


Orlando Gonçalves, líder do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte
(a continuar)

28/11/18

SERMÕES DOMINICAIS - Dia dos Fiéis Defuntos

(anterior: sermões da Solenidade de Todos os Santos)



- "ÌNÓSPITA TRINCHEIRA"
Pe. J. C. Ceriani
Ano 2018




- "RESISTÊNCIA"
D. Tomás de Aquino
Ano 2017



(

27/11/18

SERMÕES DOMINICAIS - Festa de Todos os Santos

(anterior: Festa de Cristo Rei)


- "FSSPX"
Pe. Carlos Mestre
Ano 2018




- "INÓSPITA TRINCHEIRA"
Pe. J. C. Ceriani
Ano 2018




- "RESISTÊNCIA"
Fr. D. Tomás de Aquino
Ano 2018



(continuação, sermões do Dia dos Fiéis Defuntos)

15/11/18

SERMÕES DOMINICAIS - Fésta de Cristo Rei

(anterior: XXII Domingo pós Pentecostes)


- "RESISTÊNCIA"
Fr. D. Tomás de Aquino
Ano 2018




- FSSPX
Pe. Philippe Brunet
Ano 2018




- "INÓSPITA TRINCHEIRA"
Pe. Juan C. Ceriani
Ano 2018



(continuação: Sermões da Festa de Todos os Santos)

14/11/18

O MASTIGÓFORO - ("Clero")

Quando o poder persegue os cristãos voltam eles às catacumbas. A Maçonaria tentou algo diferente: colocar de todas as maneiras o cristãos contra o seu clero, tanto quanto fosse necessário para obter o poder.

Clero
- A prepotência do Clero, as usurpações do Clero feitas ao Estado, e aos Soberanos, a necessidade de abater um corpo que só ele faz outra monarquia separada, tem sido os Clamores da Seita há mais de 50 anos, e triste coisa foi, que muitos Reis caíssem neste laço, e que cingindo-se aos princípios Maçónicos, se desligassem de primeira ordem do Estado, ficando assim com todo o corpo descoberto aos tiros da Pedreirada!! Sobre a ideia que os Pedreiros têm do Clero Católico, temos agora coisa muito recente, e muito decisiva… É o conceito, que Napoleão Bonaparte fazia dos Pedreiros!.. No seu Quartel de Santa Helena um pouco melhor do que muito, que ele tivera na Rússia, perguntou-lhe o Cirurgião  O'Maera, que conceito fazia ele dos Pedreiros Livres "É um monte de imbecís (respondeu ele), que se juntam para comemorar à regalada, e fazerem algumas Loucuras ridículas. Todavia, acrescentou, eles fazem de tempos a tempo algumas acções boas. Tiveram o seu préstimo na revolução, e ainda há pouco o tiveram para se diminuírem o poder do Papa, e a influência do Clero." Perguntou-lhe mais se ele tinha protegido os Mações. Respondeu que assim o fizeram, mais por eles serem contra o Papa, do que por outro qualquer motivo (V. Compement du Memorial de S. Helene Napoleon em exil. etc. par Barry E. O'Meara - 2ª edição T. 1º pág.133-3ª edição T. 1ª pag. 151). Ora este conceito do Ir. Bonaparte não é dos mais airosos para a confraria, mas por outro lado nos serve de muito para conhecermos o espírito da maçonaria que insistindo neste propósito desmascararei de todo no artigo "Papa".

(Índice da obra)

SERMÕES DOMINICAIS - XXII Domingo pós Pentecostes

(anterior: XXI Domingo pós Pentecostes)


- "INÓSPITA TRINCHEIRA"
Pe. Juan C. Ceriani
Ano 2018




- "RESISTÊNCIA"
Frei D. Tomás
Ano 2017




- "FSSPX"
Pe. Samuel Bom
Ano 2018




(continuação, sermões da Festa de Cristo Rei)

12/11/18

SERMÕES DOMINICAIS - XXI Domingo pós Pentecostes

(aviso: estão a ser colocados os sermões anteriores ao tempo em que estamos, como é agora o caso do XXI Domingo pós Pentecostes)



- FSSPX-Portugal
Pe. Samuel Bom
Ano 2018




- "INÓSPITA TRINCHEIRA"
Pe. Juan C. Ceriani
Ano 2018




- "RESISTÊNCIA-Mosteiro de Sta. Cruz"
Fr. D. Tomás
Ano 2012



(continuação, Sermões do XXII Domingo depois do Pentecostes)

O BRASÃO PELO QUAL SE PODE ORAR CDLXX

SERMÕES DOMINICAIS - Apresentação

Sermão de Santo António aos Peixes - azulejos na Sé de Lisboa

Caros leitores, 

o blog ASCENDENS cria uma nova série de artigos chamada SERMÕES DOMINICAIS, que consta dos sermões dominicais gravados em áudio e proferidos por três sectores principais dos "lefebvristas": a FSSPX, a "Inóspita Trincheira", e a "Resistência". Já em outras oportunidades mostrámos interesse em publicar simultaneamente as três "linhas".

Quanto aos sermões na FSSPX, escolhemos aqueles que nos são mais próximos geograficamente, e pela língua: os da FSSPX-Portugal; quanto aos sermões da "Inóspita Trincheira", escolhemos o prégador por sua representatividade: o Senhor Padre Juan Carlos Ceriani (em castelhano); quanto aos sermões da "Resistência", escolhemos por critério da dignidade eclesiástica, e língua: o Bispo Frei D. Tomás (nem sempre os seus sermões estão disponíveis online, e quando assim for publicaremos os de algum dos outros 3 outros bispos "lefebvristas" da "Resistência", ou padre de língua portuguesa).

Estes sermões estarão disponíveis em áudio no canal ASCENDENS YouTube.

Entretanto, publicaremos os sermões dos domingos e Festas anteriores, até acertar passo com o Calendário.

O seu a seus donos. Que passem os pregadores, em conjunto.

27/10/18

O BRASÃO PELO QUAL SE PODE ORAR CDLXIX

O MASTIGÓFORO - ("Liberal")

O Pe. José Agostinho de Macedo, anti-liberalismo, anti-maçonaria, foi várias vezes elogiado por D. Frei. Fortunato de S. Boaventura

Liberal - É sinónimo de Pedreiro, e Maçom [estamos na primeira metade do séc. XIX], o que já provou exuberantemente o Padre Macedo [Pe. José Agostinho de Macedo] em uma rigorosa demonstração, que nem as de Euclides a excedem nesta parte, e que, segundo o louvável costume dos Pedreiros, foi acusada, e levada ao Conselho dos Jurados; porém nunca refutada, e apenas combatida miseravelmente em uns folhetinhos, que divergindo da questão, puseram em maior luz os invencíveis argumentos daquele mui doutro escritor. [D. Frei Fortunato de S. Boaventura, que foi monge douto de bibliotecas superiores, elogia a sapiência e acerto do tão difamado pelos maçons, o Padre José Agostinho de Macedo].

(Índice da obra)

26/10/18

O MASTIGÓFORO - L ("Lei, Legislação")

letra
L


Lei, Legislação - Definir aquela, e melhorar, ou refundir esta nos diferentes reinos da Europa tem sido um dos primeiros fitos da Maçonaria. Lei, dizem eles mui empanturrados, e vaidosos, é a expressão da vontade geral, e por isso tem dado grossas alvíssaras ao Genebrino, que fez esta descoberta, que os antigos quiseram, e não poderão fazer! Lá me custa desfolhar, ou arrancar este florão da Coroa Maçónica, e para o dar a quem? Se fosse ao menos a um grande Filósofo como Platão, e Aristóteles? Ainda, ainda. Se fosse a um desses génios transcendentes, como foram os Lockes, e os Hobes? Tudo ficava em casa, e do mal o menos. Se fosse a um Jurisconsulto da estofa de um Bodino [Bodin] percursor das ideias liberais, ou ainda a um Teólogo como Fr. Paulo Sarpi? Não era descrédito para a Maçonaria … porém a um autor do séc. XIII, que morreu há bons 500 anos; a um Doutor da Igreja Romana, e a um Santo canonizado!! Oh! que desonra para os Mações, e para os seus chamados inventos!! É pois S. Tomás de Aquino, talento superior a quantos não aturdiram no séc. XVIII o que se explica assim na definição de Lei.

Non cujuslibet ratio facit legem, sed multitudinis, aut Principis vicem multitudeinis gerentes. (1ª 2ª questão 90 art. 3º)

Eis aqui patenteada a expressão da vontade geral; pois como a lei deve ser ordenada para o bem comum [cuidado; não confundir com a liberal deturpação de "bem comum", que é hoje entre nós de predomínio] supõe o Legislador, que todos, quantos lhe estão sujeitos, querem o bem; ideias estas já tão velhas na sagrada Teologia (ciência de estúpidos no Dicionário Maçónico) que é de admirar esse aparvoado júbilo, com que as festejaram os panegiristas do contrato social. Definimos de passagem uma das mais lindas expressões da vontade geral dos bons Portugueses. Quando se discutiram as basinhas Constitucionais houve grande mixórdia sobre a introdução da palavra única em o artigo concernente à Religião dos Portugueses. Uns 22 Deputados fizeram o seu protesto contra a exclusão da palavra ... mas tudo isto ficou em nada, porque; era contra a vontade do Jove Tonante do Maçonismo …. Ora 22 Representante dão por aí 500 a 600$ representados, o que não é tão pouco em um reino, que à muito puxar contará treze milhões de habitantes. Mas para que me canso? Expressão da vontade geral cum addito, com o acrescento "dos Mações" é a verdadeira definição, que somente agora ficará mais clara, que o definido.

No tocante à legislação passávamos neste reino excelentemente, e só com o desgosto de que muitas vezes não fosse observada, e guardada fielmente, e por sinal, que custou aos Portugueses altos e baixos, sábios e ignorantes que Mr. Lagarde fizera muitos encómios à nossa legislação, e o certo é que a combinou com a Francesa e na classificação de vários crimes, e das suas penas, o que certamente não indicava muito desprezo dos nossos legisladores. Aqui se deve aplicar o "Quod non fecerunt barberi, fecerunt Barberini" Vem do Porto uns barbinhas de alho muito empavonados de ciência, e poder legislativo, botam-se às nossas leis como os seus martelos, e picaretas fazem, desfazem, concertam, e desconcertam, e em todas as suas providências realizam, e desconcertam, e em todas as suas providências realizam a fábula da sementeira de Cadmo, que produzia umas homens armados a matarem-se uns aos outros, e nós que os ataremos!! Não fizeram lei que prestasse, e o seu até aqui lei, o seu parto mais laborioso, o seu ratinho de lei da Liberdade de Imprensa, foi toda uma pura miséria, que logo nos primeiros Conselhos de Jurados se lhes conheceram falhas terríveis! Sei que um Pároco do Bispo de Coimbra, homem de tanto saber, como virtude, (Manuel Pires Vaz, Prior do Couto do Mosteiro) e que já luziu nas Campanhas da Gazeta Universal, tem escrito largamente sobre este sujeito, e confio que há de pôr bem a Calva à mostra e esses ineptos legisladores.

(Índice da obra)

O BRASÃO PELO QUAL SE PODE ORAR CDLXVIII

O MASTIGÓFOTO - ("Inventários") b

(continuação da parte a)

As "Côrtes Constitucionais", ou "Côrtes Constituintes", de 1820 não têm qualquer poder e autoridade, são nulas, irregulares, ilegítimas, sectárias, escandalosas e afronta gravíssima a Portugal. Infelizmente, esta ofensa maçónica-liberal foi tida com autoridade válida por D. Pedro de Alcântara e sua gente no Brasil.

Tremam os Pedreiros Livres Portugueses!! A causa do altar é a mesma do Trono, e a quem despeja o altar do que é seu, quem propõe ao Soberano, que se desligue do Sacerdócio, que o deteste, que o esmague com pesadíssimas contribuições, está bem longe de ser amigo do Rei e do Trono! Forte receio é este que acompanha certos homens de que parecerão desviar-se das Luzes do Século se derem mostras de que são favoráveis à Igreja!!! Antes querem parecer Jansenistas, Parienses e Mações do que bons Católicos! Não podem renunciar o leite das pestilenciais doutrinas que beberam no seu Gmeiner, no seu Dannemair, e agarrados à Soberania do povo, que se lhes meteu nos cascos para nunca mais sair deles, escudam-se talvez neste princípio abominável para quererem ainda sustentar os monstruosos excessos das chamadas Côrtes Constitucionais!!! Tenho-os poupado em demasia, porém chegará uma vez o dia fatal para esses Jacobinos encobertos, ou incautos seguidores da Luz, que para não desmancharem a sua fortuna, ousam muitas vezes mentir ao Soberano, carregando sobre os mais fraco, e humilhando cada vez mais, o que já não é nem sombra do que foi no reino do Senhor D. João V, ou ainda no do Senhor D. José I que tendo para fazer as maiores despesas ou reedificações de Lisboa, e na criação de um exército, nem por isso se lembrou de impor contribuições à Igreja Lusitana! Igreja desditosa! Em paga dos teus inauditos sofrimentos no regime constitucional, é ameaçada de sucumbir ainda aos esforços da Pedreirada!! Eu bem sei onde a maioria do Congresso Demoníaco aprendeu, que só para satisfazer o povo, e acautelar o escândalo dos pequenos é que se deviam requerer Bulas para a extinção dos Mosteiros! .. Até sei quem ensinou a um dos mais campanudos Legisladores (o que fazia mui bem o papel de Asmodeu), que nós tínhamos neste reino tantos Papas, quantos eram os Bispos! Provera a Deus, que eu não soubesse mais nada! Cai-me a pena da mão à força de horror e mágoa…. que forçosamente se apodera de mim, que conheço como os dedos das minhas mãos, todos esses paus de Laranjeira, as suas artes e manhas… e que por isso hei de agora desafogar um pouco na descrição do que é ser.

(Índice da obra)

TEXTOS ANTERIORES