23/06/13

A "SANTA TECNOLOGIA"

O corrimão não pertence à "escada de S. José"
Caros leitores, permitam-me divagar um pouco sobre curiosidades.

Já em tempos me referia às "escadas de S. José" dizendo que são fruto de uma "santa tecnologia", ou seja, de uma verdadeira tecnologia que o homem não costuma alcançar.

Acho que fui o criador deste conceito, porque nunca vi conceito semelhante ou igual.

Não assino aquela tese de que as "escadas de S. José" sejam suportadas por um milagre permanente. O que parece, isso sim, é serem feitas com um conhecimento sublime dos materiais e das leis físicas.

É mais que um conhecimento, é uma sabedoria.

Se a "tecnologia" que conhecemos é em parte um somatório pesado que procuramos simplificar gradualmente, a "santa tecnologia" provem do olhar santo sobre as coisas da criação e já radica na própria simplificação ou, de outra maneira, afasta de raiz a complicação e o erro.

As "escadas de S. José" distinguem-se nisso mesmo: outras resolveriam o problema do suporte com a adição de outros artifícios, mas elas estão pensadas da melhor forma possível e por isso não requerem tais artifícios.

Peço críticas.

Talvez outro dia continue...

7 comentários:

Cláudia disse...

Esta Santa Escada, (pois vejo-a assim), lembra-me a passagem Bíblica, onde Nosso Senhor, anda sobre as águas. É a maior prova de Soberania e Poder Divino, onde mostra que Ele sabe muito bem de nossas necessidades e as atende com o que se tem de melhor e imaginável. As irmãs humildemente pediram, esperaram com fé, e o Grande Arquiteto, prontamente lhes atendeu .
É um fenômeno de origem Sobrenatural.
Ao meu ver, estas escadas não só contém a beleza admirada em uma obra arquitetônica, mas emociona e toca a alma de uma forma inexplicável. E olha que a vi somente em documentários e fotos.
“Portanto, chamam-se milagres aquelas coisas feitas por Deus fora da ordem de causas conhecidas por nós. (...) O milagre é uma obra difícil porque excede a natureza. Pela mesma razão se diz que é insólito porque acontece fora da ordem costumeira.” (Suma Teológica, I, q. 107, art 7).

Louvado Seja Nosso Senhor!

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Cláudia,

Obrigado por comentar.

Se ler o artigo e entender a transcrição da Suma Teológica, chegará à conclusão oposta à posição que aqui veio manifestar-nos.

As escadas, portanto, não pode ser declaradas milagre porque nem sequer foram desmontadas para estudo. Só perante uma peritagem à forma de construção se poderia saber a causa que suporta as escadas.

Porque acha que as escadas estão construídas de forma que excede a natureza se a Cláudia nem ninguém as desmontou ainda para examinar a construção interior delas!?..............

Volte sempre.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

aguardo resposta.

Cláudia disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
ASCENDENS ASCENDENS disse...

Respondeu?!...

Cláudia disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
ASCENDENS ASCENDENS disse...

A conversa está SEGURA numa pergunta, que vou repetir:

Porque acha que as escadas estão construídas de forma que EXCEDE A NATUREZA, se a Cláudia, nem ninguém, as desmontou para examinar a sua construção interior?

Ainda aguardo a resposta, mais uma vez, e não mais.




TEXTOS ANTERIORES