03/03/11

"PROMETEO" - Amostra - Conclusão IV


Capit. 1
O QUE FOI O CONCÍLIO VATICANO II
B. Sobre as Causas Que Explicam o Concílio

V. Conclusão do ponto B

Formalmente considerada, a modalidade impressa na Igreja pelo Concílio Vaticano II é a de uma religião. Tem como finalidade render culto à dignidade da pessoa humana, no que coincide com o humanismo ateu; mas, a diferença deste, acha no homem um valor transcendente enquanto imagem viva da divindade, que coroaria a Deus como Criador. Neste esforço foram empregues, à maneira de matéria, todas as riquezas da Igreja – tanto suas doutrinas e instituições, como a nobreza de seus filhos mais ingénuos – por meio de uma subtil reorientação antropocêntrica, tarefa preparada com sofrida paciência pelo “modernismo”, condenado por S. Pio X no início do século passado, e pela “nova teologia”, condenada por Pio XII há 50 anos. E se esta transformação pôde impor-se na Igreja, foi porque se utilizou como agente a mesma hierarquia eclesiástica, modificada para o caso segundo os princípios maquiavélicos da democracia moderna.”

2 comentários:

Olga Teixeira disse...

se tu o dizes, respeito mas tenho uma opinião propria sobre esse assunto...

ascendens disse...

O texto não é meu.

É uma tradução do livro. E não é uma mera opinião, é um estudo teológico e filosófico de fundo segundo a Doutrina e o pensamento da Igreja à cerca do Concílio Vaticano II.

Não adianta opinar continuamente a este texto se não há argumentos teológicos ou filosóficos.

TEXTOS ANTERIORES