25/12/17

NATAL 2017 - CHRISTUS NATUS EST NOBIS

Presépio da Basílica da Estrela (séc. XVIII)
Depois do Advento, o qual prepara a festa da primeira vinda de Nosso Senhor, e apela à preparação para a Segunda vinda; eis que chega mais um Natal.

A sociedade perde a verdadeira noção do Natal; os católicos perdem o sentido apocalíptico que a Santa Igreja fez sempre questão de sublinhar.

Que este pensamento seja uma ajuda para os nossos leitores; que o Natal seja comemorado com o sentido mais completo, e da forma mais completa que a cada qual for possível.

O MELHOR NATAL POSSÌVEL, são os votos da equipe ASCENDENS.

2 comentários:

Ismael Hernández disse...

O Presépio da Basílica da Estrela, en Lisboa, esse sim, é un autêntico PRESEPIO, da autoría de MACHADO DE CASTRO (há un outro, também da sua autoría -e muito bonito-, exposto no «MVSEV NACIONAL DE ARTE ANTIGA»)

A entrada p/ visita ao Presépio da Basílica faz-se por detrás do Túmulo da Rainha, contornando-o mesmo ao lado do Orgäo:
- creo que a visita é paga, mas ñ sei qual o valor que pedem...

E, de igual modo, quem queira visitar o Zimbório, paga un bilhete (há uns anos atrás, que eu me lembre, parece-me que era 1,00€, por tanto, uma importância meramente "simbólica").

Quanto ao Orgäo «da Rainha» (de autoría de Machado CERVEIRA, e que, inicialmente, esteve na Tribuna do lado esquerdo [p/ quem esteja voltado p/ o Altar-Mor, mesmo por cima da Sacristía]), esteve avariado durante vários anos, tendo sido restaurado, cerca de 2004, pelo Organeiro Dinarte MACHADO:
- trata-se de un Orgäo Ibérico de un único teclado, c/ registaçäo bipartida (como sucede nos Orgäos Históricos da Península e ñ só); no Coro Alto, existe ainda un outro Orgäo Ibérico, também da autoría de Machado CERVEIRA, c/ 2 teclados, mas, de momento, está bastante danificado, ñ se sabendo quais as hipóteses de o poder recuperar.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Caro Ismael Hernandez,

uma vez mais, muito obrigado pelo eu comentário.

Deveria haver uma invenção que permitisse acrescentar exteriormente os órgãos ibéricos, sem alterá-los no interior? Que acha?

Volte sempre.

TEXTOS ANTERIORES