17/02/17

FUNDÃO - Rei da Cova da Beira

(aqui a música anterior)


Do mesmo conjunto de trabalhos esquecidos no meu disco antigo, há aqui ainda três. Entretantoo, descobri mais, mas em colocando os três fica terminada esta série de postagens; calhou fazê-la.
 
Anda por aqui um trabalho dedicado à cidade do Fundão (Portugal); uma brincadeira de iniciativa própria, e que consistia numa sequência de "painéis" musicais descritivos da região do Fundão. No áudio que ouviremos estão dois desses "painéis", o primeiro e o segundo, o terceiro e quarto não sei deles, não me lembro sequer do quarto, e o terceiro contem uma pequena fuga.
 
O que vamos ouvir é a gravação de uma montagem instrumental MIDI, que tinha a finalidade de melhor me aperceber do efeito de conjunto. A composição entre outras coisas é para dois conjuntos instrumentais de cordas, o que dificulta (verão pelas sobreposições). Portanto, quem é compositor lembre-se que isto é um trabalho por concluir, e uma experiência sem compromisso.

Para quem queira imaginar: o primeiro painel descreve na região o "antes do romper da aurora" (os campos daquele grande vale, a serra etc..),  e dá continuidade a uma cena pastoril (há uma lembrança da resistência pastoril no interior ao inimigo, e memória do "hino" regional que tocam os bombos de Silvares, Souto da Casa, Lavacolhos etc...), nos segundos finais rompe a aurora, a qual ao longo do segundo painel já vai dando umas pinceladas. Isto continuaria pelas horas do dia a fora, nos quais desfilariam "imagens" descritivas da região.
 

4 comentários:

Anónimo disse...

O início da segunda parte parece daqueles antigos exércitos que avançavam a tocar flauta e bombo

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Caro "anónimo",

obrigado por comentar.

Sim, na região há antigo costume da precursão com flauta; Na região centro os pastores na serra deram cabo dos soldados de Napoleão. Mas, a referência é na música muitíssimo discreta, e interessou mais focar os "pastores" pela manhã etc... É um conjunto de "imagens" muito resumido.

Volte sempre.

Cláudia Arruda disse...

Salve Maria.

Parabéns Pedro, pelas composições. Pena não ter dado continuidade. Obrigada por partilhar conosco. Todas muito boas, porém, “o trabalho dedicado à cidade de Fundão”, apreciei mais. Fiquei “curiosa” para ouvir os “painéis” esquecidos...enfim...

Escutei várias vezes, e realmente, dá para imaginar, as cenas que descreve nos dois momentos da música.

Deus o abençoe.


ASCENDENS ASCENDENS disse...

Cara Cláudia,

obrigado pelas suas palavras.

Estas coisas são "sobras", digamos. Nesta altura estava dedicado às harmonizações para órgão, para vários cânticos, e que eram executadas. Algumas ficaram escritas, algumas eram memorizadas apenas ou iam pré preparadas etc...

Volte sempre.

TEXTOS ANTERIORES