17/02/17

3333 - A CONTA QUE DEUS FEZ


Caros leitores,

é sem júbilo e sem pompa que informamos ter ultrapassado as 3333 publicações. Não é muito, nem é pouco, é o "cá se vai fazendo". Que seja por Deus, pela Igreja, e pela Pátria.

Mas... o blog ASCENDENS talvez comece a ficar com os dias contados... Aproveitem enquanto há!

2 comentários:

Reaccionário disse...

O blogue ASCENDENS acabar? Creio que seria uma má notícia para Portugal. Mas que seja sempre feita a vontade de Deus e não a nossa.

Cumprimentos em Nosso Senhor Jesus Cristo.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Caro Reaccionário,

acabar, acabará algum dia! Ora essa!

Não vejo que possa legar o blog a alguém, por enquanto. Como talvez saiba, há duas pessoas com o nível de "administrador" no blog.Poderei por algum tempo dirigir os colaboradores, para algumas publicações, mas não sei se isso poderá durar muito. Procurei fazer com o blog o que ainda não estava feito.. Ou o blog ASCENDENS vai parando, ou tem de dar um salto(que estava já em experiência com a edição de vídeos etc..).

Dá pena ver hoje os tradicionalistas em Portugal bombardeados com autores de média importância (emitindo erros, ficando tudo por um relativismo em que a democracia de opinetes fale mais alto), assim gradualmente como que afastados dos nossos grandes vultos da resistência católica-lusa. Que pena! Que triste! Chegou-se ao ponto de difundir a malabarística e elaborada fuga que Juan Manuel de Prada escreveu (fazendo uma ponte entre Lutero e "absolutismo" - isto pouco depois de termos publicado o vídeo onde expliquei o falso conceito de "absolutismo" introduzido pelos espanhóis no tradicionalismo, e a origem maçónica-iluminista-liberal dessa palavra usada por estas correntes-movimentos-ideologias contra as monarquias que não se queriam "modernizar"...), e ao mesmo tempo outros fazem de um Arcebispo de Évora Fr. Fortunato de S. Boaventura, ou um Pe. José Agostinho de Macedo (tão difamado), ou de um Fr. Alvito de Miranda (o tão desconhecido espanhol que se nacionalizou português - Portugal conservava-se Reino Católico de exemplo para toda a Cristandade) são estes HERÓIS reduzidos a uma curiosidade da época, como se de uma linha própria e opiniosa se tratasse (cuidado... muito CUIDADO, para que não venha a ser realidade: que a liberalice hoje transforme a luta de um bom católico numa entre várias modalidades facultativas na Igreja (tanto que é já neste diabólico sentido que alguns começam a intitular-se hoje "tradicionalistas").

Em breve veremos.

Volte sempre.

Pedro Oliveira.

TEXTOS ANTERIORES