28/09/12

MEU DEUS... QUEM DIZEM ELES QUE EU SOU?

Mais vale dedicar-me ao colecionismo.

Neste últimos tempos, à medida que vão saindo os artigos, há gente que se precipita em catalogar-me pelo último artigo. É a necessidade de segurança, a da identificação sim-ou-sim e já, à mistura com a tal "coisificação" própria dos tempos modernos.


Pelos artigos desta semana, começaram uns a dizer que eu era contra Mons. Williamson e contra o mosteiro de Santa Cruz (artigo "SPES... Por Onde Andas?"), e era em favor do Pe. Ceriani. Com o artigo "A Lenda Negra da "Lúcia Cativa"" já havia a opinião de que eu era contra a Rádio Cristiandad e o Pe. Meramo. Com o artigo "O Pe. Bouchacourt, Ajuda-me a Entender (I)" eu seria já adepto de Mons. Williamson e do mosteiro de Santa Cruz. Com a "Reflexão Pequena Sobre Uma Frase do Capítulo Geral da FSSPX" eu seria quase modernista e semi-fellaysta. Veja-se que grande é a colecção de ditos e achares... que "riqueza"!

O que vale é que todas estas rápidas opiniões novelísticas são próprias de determinados locais do planeta. A boa notícia é que ninguém terá errado no que de mim julgou pelo artigo "Isabel "A Catóolica" - Pequenas Notas"... sim, a minha posição é de que tal Rainha e tão ou menos santa que o espanhol Mons. JoséMaria Escrivá de Balaguer e que os espanholátricos já passaram das marcas dos exageros verosímeis. "Isabel a Católica" é mais um produto dos nobres rebeldes que a promoveram contra a unidade e paz entre Castela e Portugal. É ainda um produto da necessidade de limpar os erros e crimes cometidos por esse mesmo grupo de "assaltantes do trono".

Quanto a sequência dos outros artigos supramencionados, deve ser vista como deve ser vista: tal como é. São artigos que tentam trazer luz, e são fruto de reflexão fundamentada, sujeitos à verdade, sem compromissos com posições partidárias e que assim podem dar todo o espaço ao que é Católico. Seria de desconfiar de um artigo partidarista onde se tenta afinal "safar a pele". Mas, se nos meus há tanta "paulada", e sou eu o primeiro a sentir a dor, é porque há realmente problemas que têm de ser resolvidos com esclarecimento e não com propagandas apaixonadas de clubes que disputam a Super-Taça.

Lamento que apenas 1% dos leitores se atrevam a fazer comentários. E que talvez uns 50% façam comentários apenas longe da da minha vista e ouvido, e que uma pequena percentagem me dê alguma opinião em privado (esta última é até louvável).

Os artigos estão aí para cumprir boa finalidade, e caso haja neles erros de apreciação, sempre existe a caixa de comentários ou o e-mail.

Obrigado a todos.

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro Sr. Pedro, as coisas que o senhor escreve são realmente claras, dá gosto de ler.
Continue assim.
Que Deus tenha piedade de todos nós.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Anónimo,

Obrigado por comentar e pelas suas palavras de incentivo. É muito importante escutar opiniões dos leitores, pois eles são uma das formas de eu ir regulando este trabalho.

Mais uma vez obrigado.
Volte sempre. Que estejamos sempre do lado de Deus.

TEXTOS ANTERIORES