04/01/12

O DEMOCRATA É IMORAL

"A moralidade, em geral, impera categoricamente que há-de fazer-se o bem, que há-de obrar-se a justiça e que há-de actuar-se conforme a verdade (porque toda a moral tem por facto que são cognocíveis, até certo ponto, o bem, a justiça e a verdade).

É assim que, pelo contrário, a democracia impera categoricamente que há-de fazer-se o que a maioria dos cidadãos queiram, mas o que quer a maioria dos cidadãos não é necessariamente o bem, nem a justiça, nem a verdade (ninguém propôs alguma vez ao sufrágio universal nem ao critério maioritário como norma o critério de moralidade, de justiça e de "veracidade");

Logo: a democracia não é moral; logo é imoral; logo o democrata é imoral.

O democrata crê que politicamente há-de fazer-se o que quer a maioria, ou porque o democrata seja imoral, ou porque o democrata crê que é impossível ao homem conhecer o bem, a justiça e a verdade, ou seja, porque o democrata, de si, é amoral, o que equivale a afirmar que é imoral, pois o amoral não é nunca moral, é imoral.

Logo o democrata, ou é cínico (um imoral) ou é um céptico e, em qualquer caso, o democrata nunca quer em consciência que o bem, a justiça e a verdade reinem sobrenaturalmente na vida pública;

Logo aquele que pretenda o progresso humano no campo moral e material, não pode ser democrata, nem pode respeitar as determinações imorais ou, o que é equivalente, cepticismos, do democrata;

Logo o democrata não pode deter a sua postura em nome da verdade, da justiça e da bondade ou bem comum; nem desde os valores religiosos, de religião a um Deus autor da Lei moral;

Logo o cristão autêntico, o católico, não pode ser democrata sem se supor que o cristão autêntico serve, sobre tudo, o bem, a justiça e a verdade, que o cristão tem por alcançáveis e reveladas por Deus a quem é necessário religar livremente a obra humana." (Eulogio Ramírez)

4 comentários:

NC disse...

Felizmente ainda há na blogosfera algum conforto, alguma inteligência e alguma esperança. Excelente raciocínio o que aqui foi publicado.

Cumprimentos,

ASCENDENS ASCENDENS disse...

NC,

Muito obrigado. É confortante ouvir isso e justo.

Volte sempre,
Cumprimentos.

Marcos Gesser disse...

Olá Ascendens,

Parece um bom site. Parabéns!

Evidentemente quem ama a Verdade não pode andar solto conforme as ondas do Demo-crata... =)

Mas quem é você mesmo? Observe que você não se apresenta neste blog, nem assina com teu nome. Não seria isto uma falta com a verdade também? Certamente que é.

Apresente-se, assine tuas manifestações.

Que o Espírito Santo te renove e guie sempre.

Viva Cristo Rei do Universo!

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Marcos Gesser,

Obrigado pelas suas palavras gentis, embora me apreça que se preocupe mais com a minha identificação.

Vc. assina com o seu nome? Se eu assinar meus artigos com o nome de "Marcos Gresser" me identifico?

Não há nada que eu aqui diga que não diga em outros lados! E se assim é qual é a vantagem de passar a assinar com nome?!!! Porque acha que isso seria verdadeiro? Acaso o meu nome confere verdade ao que eu digo e me dá autoridade, ou é antes o que eu digo que me dignifica o nome?!!! Não estou eu colocando o que afirmo à consideração de todos os que não concordem?

Quase todos os leitores que assinaram este blogue me conhecem. Há quem me trate pelo nome na caixa de comentários!...

Um dia alguns nobres liberais pediam à Rainha para acabar com a inquisição em Portugal. Ela perguntou "é pecado extinguir a inquisição?", ao que responderam alegremente que não. Continuou a Rainha "é pecado não extinguir a Inquisição?", ao que responderam menos alegremente que não. Então concluiu a Rainha "se nenhuma das duas acções é pecado porque haveria eu de alterar o que tem sido feito? Que fique a inquisição".

Obrigado.

Viva Cristo Rei (do universo?!!!).

TEXTOS ANTERIORES