08/10/11

SAGRAÇÕES EPISCOPAIS dos 4 Bispos NUNCA excomungados - Suiça 1988

1 comentário:

ascendens disse...

CONSTATAÇÃO:

Por mais que tivesse analisado as conclusões são incontornáveis:

1 - Há um crescente estado de necessidade na Igreja. Esta situação foi possível observar-se com maior certeza com o passar do tempo;

2 - Canonicamente as pretendidas excomunhões não existiram nunca por serem impossíveis segundo todas as versões do direito canónico até então;

3 - Nunca houve portanto um levantamento das "excomunhões" inexistentes. O chamado "decreto de levantamento das excomunhões", pelo contrário, pressupõe que existiam realmente excomunhões.

4 - A gratidão ao Papa pela INTENÇÃO de remover as "excomunhões" inexistentes pressupõe a ignorância de que elas não existiram. Aceitar um equívoco papal em troca do que quer que seja não é moralmente legítimo e nenhum bem pode provir disso. A aceitação de tal equívoco só é moralmente possível caso, por consciência, não se reconheça naquela pessoa o Papa legítimo.

Eu sei que, perante pontos como estes, alguns gritarão que há que acalmar os ânimos em vez de apresentarem o que pensam com a mesma calma e clareza com que aqui as apresento. Não me falta boa-vontade para entender, mas na verdade o sítio das repostas passou a ser o sítio da propaganda sem repostas. Na ausência de repostas tudo é mandado para o campo do sobrenatural (que não o é realmente) e do "justificadamente inalcançável". Pare-se com adjectivações, pare-se com a calúnia, pare-se com o lançar de suspeitas na falta de argumentos. Quem não tiver repostas CALE-SE, pois as perguntas são legítimas e nascem de preocupações sérias.

Onde estão as repostas? Porque se rotulam com pesadas cruzes os que perguntam pelos que devem das as repostas e calam?!!!

Não está já na hora de dar respostas? Não saímos já das trincheiras de Roma?!!!

TEXTOS ANTERIORES