05/09/11

ASCENDENS - Nova Iniciativa Para o Bem Comum

Logótipo ASCENDENS, 2009
Partindo do princípio que tudo se pode fazer desde que seja em nome de um bem maior, quase tudo seria legítimo incluindo a permissão do FALSO para aproveitamento do verdadeiro que o falso contenha (uma falsidade tem que conter sempre algo de verdadeiro para subsistir). Mas, na verdade tal princípio não existe no catolicismo, não é católico, não é correcto, é pagão.

É legítimo copiar um artigo bom de um blogue mal afamado? Supondo que o blogue em questão seja realmente mau, é legítimo que lhe copiemos um artigo bom se tal implicar a rejeição dos artigos maus. Por outro lado, um blogue assim não pode ser recomendado sem aviso claro dos seus malefícios a evitar (cas esse aviso não se faça quem recomenda é culpado dos malefícios que advenham da sua publicitação). Este exemplo difere do primeiro (o do primeiro parágrafo) apenas numa coisa: um aceita o mal em nome de bem aparente e o outro aceita o bem rejeitando claramente o mal.Infelizmente esta introdução é hoje necessária.

Um blogue mal afamado (está na lista dos 100 blogues católicos mais visitados no mundo) publicou uma série de artigos sobre o Matrimónio que nos fazem falta no blogue ASCENDENS. O acesso a textos em português, de cariz explicativo e doutrinal, aplicados aos problemas actuais, é escasso. Como tive a dita de aceder mais facilmente a livros em castelhano, costumo traduzir aqui, para todos, alguns deles. Em suma, é um pecado desprezar bons textos, quando são cada vez mais escassos e cada vez mais necessários, apenas por divergências práticas. Ora, a Igreja, em estado de necessidade crescente requer a união de esforços e o aproveitamento dos dons e mais qualidades, para encontrar soluções verdadeiras, sem mutilações ou atropelamentos. Sendo assim, opto por uma boa solução:
Transportarei do mal afamado blogue a série de artigos sobre o Matrimónio, porque eles são muito bons e muito úteis, muito fiáveis. Assim, os que se sentem impedidos de consultar tal série de artigos na fonte, poderão agora usufruir destes benefícios à Fé, em português, no nosso blogue ASCENDENS. Eu tomarei essa tarefa em meus ombros.

Certamente que muitos saberão reconhecer o valor e a importância do Magistério da Igreja relativamente ao Matrimónio.

Todas publicações feitas nas condições descritas serão acompanhadas de uma notificação e respectiva ligação a este texto "Nova Iniciativa Para o Bem Comum".

2 comentários:

Anónimo disse...

Os fins NUNCA justificam os meios.

ascendens disse...

Já ouvi dizer que são os fins que justificam o uso de determinado meio... Embora esteja certo, o sentido total foi alterado (invertido)

TEXTOS ANTERIORES