28/01/11

POEMA - ESTRELA DA SERRA


Eu fui à Serra da Estrela,
Mas antes de lá chegar,
Dei com a Estrela da Serra
Sobre o Zêzere a brilhar.

E fiquei-me embevecido
A ver a Estrela da Serra;
Ai, eu nunca vi mais linda
A luzir na nossa terra!

Rev. Pe. Pinho
E já não pude ir avante
Até à Serra da Estrela
Pois aonde encontraria
Outra paragem mais bela?!

Era branca, mesmo branca,
Como é a neve ao nevar;
Tinha os encantos da aurora,
A meiguice do luar.

E brilhava mais que a aurora,
Té brilhava mais que o sol.
Terra de Santa Maria,
Não tens mais lindo Farol!

E puseram-na tão alto
No centro da nossa terra,
P’ra que do sul e do norte
Vissem a Estrela da Serra.

Altar de Nossa Senhora da Estrela, na Serra da Estrela (Covilhã)
E perguntei pelo nome
Daquela Estrela tão bela?
E pasmados me disseram:
— Quem não sabe o nome dela? 

— Aquela Estrela da Serra
É estrelinha do Mar,
Estrela da madrugada,
Antes do sol despertar.

E é mais pura e é mais branca,
Do que a mais branca nevada!
Quem não sabe que esta Estrela
É Maria Imaculada?! —

E como em lago tranquilo
Vi nas almas desta terra
Reflectir-se mesmo ao vivo
A linda Estrela da Serra.

Já não podia arrancar-me
Dessa Estrela da manhã
Que é a Estrelinha da Serra
Que alumia a Covilhã!

Mas de repente a saudade
Muda-se em luz e me encerra
No mais íntimo da alma
A linda Estrela da Serra!


Covilhã, 30-XI-32

Pe. Mariano Pinho (director espiritual de Alexandrina Maria da Costa "Santinha de Balasar")

2 comentários:

HPA disse...

Lindíssimo, meu caro amigo.

Um abraço,

Hugo

ascendens disse...

Obrigado amigo Hugo.
Abraço e até Domingo se Deus quiser.

TEXTOS ANTERIORES