01/05/18

INFORMAÇÃO CARLISTA (I)

Mediante a informação confirmada de que D. Sixto não era filho primogénito, e que seu irmão mais velho teve filhos que herdem o Trono de Espanha (actualmente ocupado por D. Filipe), algum leitor terá achado o óbvio, na falta de outras informações desenganadoras.

Em Espanha, pela Pragmática Sanción régia de 1776, fica assente que o sucessor perde tal direito ao contrair Matrimónio desigual. Eis o motivo pelo qual D. Carlos Javier perdeu o direito de sucessão, direito que passou ao irmão D. Jaime Bernardo, o qual, em 5 de Outubro de 2013 perdeu também o direito pelo mesmo motivo. Então, o tio D. Sixto herda o direito.

Mas, é oportuno lembrar que D. Sixto não tem descendência. Desde o primeiro momento os carlistas seguiram da lei sálica que a mulher não pode herdar o Trono, e dado que há que recuar muito (ao início do séc. XIX) para encontrar a linha sucessória, ficou a situação complicadíssima.

Depois de D. Sixto, a quem pertence herdar o Trono de Espanha?

(continuação, II parte)

Sem comentários:

TEXTOS ANTERIORES