24/10/17

PINHAL DE LEIRIA DESMISTIFICADO

4 comentários:

Leitor disse...

Segundo o historiador Saul António Gomes, docente na Universidade de Coimbra, "em meados do séc. XVI, cerca de 35% da madeira usada na construção naval portuguesa provinha do Pinhal de Leiria".

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Caro leitor,

Obrigado por comentar, e trazer significativa informação.

Sim, certamente. Quanto no 1:48min digo que o pinhal não foi plantado para as navegações e não foi usado para esse fim, quero dizer que o FIM sempre foi o mesmo; e digo agora que: independentemente do fim se manter o mesmo, alguma madeira no pinhal terá sido aplicada em muitíssimas coisas, sem ficar alterada assim a mesma finalidade do pinhal. Bem... poderia ter sido mais claro no vídeo, e agradeço-lhe a informação que veio trazer, a qual desconhecia.

35% é uma minoria em 100%; os meados do séc. XVI são uns 30 a 40 anos; o séc. XVI é um entre outros 9 séculos que o pinhal tem. Se for por isto, também por aqui não se pode conotar o pinhal com os descobrimentos. Certo?

Volte sempre.

Reaccionário disse...

Leitor,

Apenas 35%... Portanto o pinhal não foi usado propositadamente para os Descobrimentos. Mas que descobrimentos houve em meados do século XVI? Temos o Japão em 1542, e que mais?

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Ora lá está.

TEXTOS ANTERIORES