23/11/13

DECLARAÇÃO ASCENDENS - DO Pe. PAULO AZEVEDO

O simpático Pe. Paulo Azevedo, de batina.
Depois de ter examinado com atenção algum do material disponível online, declaro como católico, com toda a certeza e fundamentado na Tradição da Santa Igreja, no seu Magistério Ordinário e Extraordinário, que o Pe. Paulo Azevedo (Diocese de Mato Grosso - Brasil) induz em erro aos católicos, sobretudo àqueles que têm alguma inclinação mais conservadora. Se assim creio sem dúvida alguma, assim o devo comunicar aos leitores para que se preservem a tempo.

A suposta ortodoxia do Pe. Azevedo, padre muito simpático e com qualidades humanas incontestáveis, não passa da aparência resultante da tentativa de conciliar a Tradição da Santa Igreja com os erros "conciliares" e "pós-conciliares", de forma a diluir a contradição real e transformá-la numa continuidade. Por isto, é urgente alertar alguns dos nossos leitores menos doutrinados. O blogue ASCENDENS repudia grande parte das matérias publicadas pelo Pe. Paulo Azeved que se torna mais perigosa pela postura aparentemente ortodoxa deste Padre.

Estamos perante aquilo que tenho vindo a chamar de "modernismo conservador".

Eis um dos muitos vídeos do Pe. Paulo Azevedo:

12 comentários:

†Senhorita Helga disse...

Esse padre é terrível!

Anónimo disse...

Foda-se!
ASCENDENS repudia grande parte das matérias publicadas

Se dissesse alguns assuntos...

Se este padre nao presta entao tudo esta perdido ... Nem tanto ao mar nem tao a terra...

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Helga,

Obrigado por comentar.

O Pe. Paulo Azevedo provoca um efeito terrível! Contudo acho que o mesmo não sabe medir o alcance da própria "interpretação doutrinal"...

Volte sempre.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Aos leitores:

Um "anónimo" publicou a seguinte mensagem (à qual retirei um "palavrão"):

" (palavrão X)ASCENDENS repudia grande parte das matérias publicadas

Se dissesse alguns assuntos...

Se este padre nao presta entao tudo esta perdido ... Nem tanto ao mar nem tao a terra..."


Respondo eu ao anónimo:

Obrigado por comentar.

Apaguei a sua mensagem por ter sido introduzida com certo palavreado.

A que matérias publicadas repudiadas se refere!?

Assuntos!?

Não está em causa se o padre presta. Nenhum sacerdote foi configurado para não prestar, mas sim para prestar. O Pe. Paulo Azevedo tem a "faculdade" de prestar, mas fora da pureza da Fé, nada adianta! O problema é a pureza da Fé... Está tudo perdido então!? Não, nunca... ainda que um só católico fiel permanecer à face da Terra, a Igreja existe.

Pareceu-me que está a colocar a questão da pureza da Fé em termos quantitativos. Repare então que a Igreja nunca foi tão forte como nos primeiros dias da sua fundação.

A pureza da Fé não se trata com critérios de "meio termo" ("tanto ao mar ou tanto à terra"). Esta questão deve ser abordada unicamente segundo a doutrina e o pensamento da Igreja... portanto, quando se diz que o padre x ou y é modernista, por exemplo, está-se a dizer algo concreto,não subjectivo. É a verdade que há de determinar se algo é ou não é, e não o o gosto ou o interesse de quem considera.

A descristianização avança a passos largos, mais uns anos e não haverá nas dioceses padres que algum dia tenham recebido integralmente formação católica... Os "santos" são "canonizados" à pazada, o Papa não sabe a doutrina básica nem tem um pensamento tomista (o Tomismo é o pensamento da Igreja - assim se declarou a Igreja e assim o ensinou).

Repito: é a verdade quem determina que algo é ou não é realmente... não a nossa vontade!

Volte sempre.

Josephvs disse...

Pois bem! (Em terra firme...)
A photo do padre parece-me ter sido escolhida com intenção de escarnecer. (Quase parecem as photos dos lideres comunistas ... em diferente contexto é claro )

O Jansenismo é heresia os Albigenses tb sao condenados, Santo Agostinho denunciou com fervor o Donatismo...

Este seu post sobre o Pe Paulo Ricardo faz me lembrar a polemica Orlando Fedeli vs Olavo de Carvalho

Quanto ao palavrão ... O Orlando Braga e o Olavo de Carvalho esses sim é que falam mal como o C...

:)

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Josephys,

Obrigado por ter partilhado a sua opinião.

Volte sempre.

Vasco Conde disse...

"Pelos seus frutos os conhecereis"

Já por várias vezes vi testemunhos de conversões principalmente influenciadas pelo trabalho deste Padre. Ele é escrupuloso em seguir os ensinamentos da Igreja. E sabe criticar o que está certo e o que está errado, mesmo indo contra muitas correntes dentro da igreja.

"Porque olhas tu para a palha que está no olho do teu irmão, e não notas a trave no teu olho?"

Criticar o Pe. Paulo Ricardo desta maneira é dar um tiro no próprio pé. Quero aproveitar para dizer que as criticas ao Santo Padre devem ser educadas e respeitosas, ou já se esqueceram quem ele é? Há umas quantas publicações neste blog em que parece que se esqueceram de facto quem ele é.

"Pedi, e vos será dado..."

A nossa grande arma, e que deve ser usada sem qualquer moderação é a oração.

Por fim quero deixar uma frase do Santo Padre Pio que se aplica muitas vezes a este tipo de criticas:

"Quanto mais inquieto anda um coração, tanto mais frequentes são os assaltos de Satanás. O inimigo conhece bem que a paz de coração é indício da assistência divina, por isso não perde a mínima ocasião para no-lo fazer perder. A paz é simplicidade de espírito, serenidade da mente, tranquilidade da alma, vínculo de amor. É ordem e harmonia em todos nós. É um gozo contínuo da consciência. O demónio conhece bem tudo isto, por isso se esforça tanto por no-la fazer perder."

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Vasco Conde,

Obrigado por comentar.

Ao ler o que me escreve, deduzo que o faz com recta intenção. Mas, entenderá certamente que a intenção não basta para que a acção procedente seja objectivamente boa e certa! Por isso, peço-lhe que tome atenção ao que está aqui em causa.

1 - "Pelos seus frutos os conhecereis".
R: Os frutos estão à vista, e o Vasco os deu dizendo "Já por várias vezes vi testemunhos de conversões principalmente influenciadas pelo trabalho deste Padre", são aqueles dos quais tinha eu referido no artigo: "... o Pe. Paulo Azevedo (Diocese de Mato Grosso - Brasil) induz em erro aos católicos, sobretudo àqueles que têm alguma inclinação mais conservadora." Estes são os frutos principais! Eis que chegou o dia em que um católico enganado me veio testemunhar o engano! Eis para mim o fruto inequívoco, comprovado pessoalmente! Mas verá isto melhor, no que se segue;

2 - "Já por várias vezes vi testemunhos de conversões principalmente influenciadas pelo trabalho deste Padre."
R: Não duvido que uma alma em má situação possa ter descoberto por meio de algumas afirmações do Pe. Azevedo aquilo que por obrigação e direito devem saber como católico e deveriam ter aprendido desde crianças. Até num sermão de Lutero poderíamos encontrar a repetição de muitas verdades católicas capazes de comover a alma a uma lenta conversão ao catolicismo, mas nunca à permanência no erro luterano. Explica S. Tomás de Aquino que um erro contem sempre parte de verdade (quanto mais de verdade o erro tem, mais perigoso é, porque mais facilmente engana). Ora, de nada adianta dizer que há pessoas convertidas por influência do Pe. Azevedo, porque com maior peso podemos apresentar um argumento oposto dizendo que eu, sendo católico, muito mais instruído no catolicismo que um qualquer recem-converso, noto erros no pensamento do Pe. Azevedo comparativamente ao pensamento da Igreja! Outro argumento parecido seria tão somente o de: outros se convertem por influência de sacerdotes que têm o Pe. Azevedo como um sacerdote nos moldes que o meu artigo apresenta (e aproveito para testemunhar que o Sr. Pe. Luís Camargo, no Brasil, escreveu algo que vai na mesma opinião que manifesto neste artigo, e muito se chegaram ao catolicismo tradicional por intermédio deste sacerdote e que não partilham da posição do Sr .Pe. Azevedo).

3 - "Ele é escrupuloso em seguir os ensinamentos da Igreja."
R: Veio comentar um artigo que diz o oposto daquilo que está a tentar defender! ... Se não acrescenta nenhuma demonstração, não poderá fazer valer mais a sua opinião que a minha!!!

4 - " E sabe criticar o que está certo e o que está errado, mesmo indo contra muitas correntes dentro da igreja."
R: A sua aprovação à teologia e filosofia do Pe. Azevedo não faz mais credível a posição do Pe. Azevedo, pelo contrário! Ao nem conseguir discernir os desvios do Pe. Azevedo, e tendo-o como muito ortodoxo, tudo o que diga por autoridade própria a este respeito só fará crescer o meu artigo. A única forma credível de contrariar o artigo será por meio de fundamentação filosófica-teológica etc etc ...

5 - "Porque olhas tu para a palha que está no olho do teu irmão, e não notas a trave no teu olho?"
R: Quer transformar um dever cristão numa questão de maldade pessoal (e nem lhe serviu de nada ler no artigo "Por isto, é urgente alertar alguns dos nossos leitores menos doutrinados.") ...!? Ou veio aqui para olhar a palha que tenho no meu olho e não notar a trave que tem no seu?

6 - "Criticar o Pe. Paulo Ricardo desta maneira é dar um tiro no próprio pé."
R: ... onde está o tiro?!...

(continuação .... )

ASCENDENS ASCENDENS disse...

7 - "Quero aproveitar para dizer que as criticas ao Santo Padre devem ser educadas e respeitosas, ou já se esqueceram quem ele é?"
R: A que se refere!?... pode indicar, transcrevendo algum exemplo nos meus artigos!?

Já agora aproveito eu para perguntar-lhe: para o Papa basta que eu critique respeitosamente, mas para o Pe. Azevedo, a quem tratei respeitosamente no artigo, mereço a SUA crítica sem argumentação maior?

8 - "Há umas quantas publicações neste blog em que parece que se esqueceram de facto quem ele é."
R: O Papa Francisco, sempre aqui foi tratado como Papa, e materialmente herege, com todo o sentido católico que conheço. Mas pergunto-lhe: sabe que o Papa Francisco é materialmente herege!? E sabe como tratar um Papa materialmente herege!?

9 - "Pedi, e vos será dado..."
R: Os últimos pedidos de ortodoxia que vi redigidos nas dioceses de Portugal não datam do "pós concílio"! Mas eles existem entre aqueles que são chamados injustamente de "insultuosos, desobedientes, rebeldes..." etc ...

10 - "A nossa grande arma, e que deve ser usada sem qualquer moderação é a oração."
R: Há 2000 anos que o sabemos, e agora está à vista que a confusão doutrinal espalhada entre os católicos, e o abandono da oração, leva a tantas almas a arrastarem-se pelo Pe. Azevedo sem se aperceberem dos erros que espalha, nem a verem o espírito herético do Papa Francisco! E mais: todos aqueles que apareçam com conhecimento destas realidades, apoiados na verdade milenar da Santa igreja, serão indesejados e combatidos como se estivessem no erro, mas nunca refutados por quem lhes aponta o dedo!

11 - Quanto às palavras que transcreve do Pe. Pio, não queira aplicá-las com a mesma falta de sentido católico com o qual aplicou aqui as palavras do Evangelho, pois até mesmo Satanás saber as Escrituras, mas interpretando e aplicando no sentido impróprio, tal como também fez Lutero e todos os heresiarcas! O uso ocultado que faz destas boas palavras, implica a acusação velada de que eu seria um coração inquieto! ... Pois bem, então fique sabendo que:

a) veio aqui sem argumentos fundados, mas com muitas impressões e ditos de autoridade meramente pessoal;
b) toda a sua apresentação é uma sucessão de "ad homenem";
c) sou eu mesmo quem lhe faz o convite para apresentar fundamentos, e repare que o Vasco NUNCA me pediu qualquer fundamentação para o que digo (demonstrando assim que não usou do princípio católico de boa-fé do "oponente").
d) enrola-se nas transcrições que faz, ao ponto de servirem contra si...

Portanto ... de que me valeria ter uma "tranquilidade" igual à sua ?! Porque se inquieta em vir aqui!? ...

Aguardo.

Vasco Conde disse...

Peço desculpa pela resposta tardia mas esqueci-me que tinha feito este comentário.

Olhando agora, depois de passado este tempo, isto foi mais uma explosão. Eu tinha começado há pouco tempo a viajar por blogs ditos católicos "tradicionalistas" que mais pareciam anti-católicos. Vi dois ou três artigos que pareciam ir na mesma onda e explodi. Mas com o tempo vi que precipitei-me. Nem pensei muito, por isso peço desculpas por alguma injustiça da minha parte.

Às vezes é desesperante ver tanta maledicência, às vezes por apenas um errozinho de nada.

Da minha experiência em que vejo por exemplo o padre da minha paróquia dizer na homilia que o milagre dos pães não foi de facto uma multiplicação material de pães mas sim apenas uma abertura dos corações do povo para a partilha, que diz que Jesus não subiu ao Céu como está descrito como se isso fosse impossível e por isso é mais um símbolo, etc. Quando vi a critica ao Pe. Paulo Ricardo que tem uma visão, no geral, de acordo com a Igreja, gerou alguma revolta em mim.

Quanto ao Papa Francisco a minha posição mudou totalmente. Ele está a fazer tantos estragos que já passou a ser assustador.

Já agora parabéns pelo trabalho neste blog.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Caro Vasco Conde,

Obrigado por comentar, e muito gosto por vê-lo por cá em tão subida posição.

Sim... o Papa é Papa, o sacerdote é sacerdote, e a grande crize entre os católicos é provavelmente a última e a maior. A uns Deus dará a graça de ver, e a outros não.

Vá dando notícias, e volte sempre.

PT disse...

Descobri hoje um vídeo blasfemo do Padre Paulo Ricardo

https://www.youtube.com/watch?v=9wtkyt9f-Ts

Deus, misericórdia!

TEXTOS ANTERIORES