13/10/13

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA E PORTUGAL - OFENDIDOS PELO PAPA


A sujeição filial dos Papas a Nossa Senhora, como bem se sabe, está voluntariamente condicionada desde o Papa João XXIII até ao presente Francisco. Até hoje nenhum se atreveu a fazer a expressa consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Maria, como Nosso Senhora pediu. Por mais demonstrações públicas de devoção mariana destes implicados pontífices, nunca uma explicação foi dada aos fiéis que, na falta dela, se têm confundido e chegado a aceitar justamente o contrário: que alguns destes Papas foram grandes devotos de Nossa Senhora de Fátima.

Há bem pouco tempo, o Papa ofendeu Portugal por desrespeitar a Bula de ouro que tão justamente nos eleva. Bula que estabelece que o Papa eleva a Cardeal Patriarca de Lisboa no primeiro consistório realizado depois da nomeação deste Patriarca. Eis o único Papa durante séculos a fazer-nos a desfeita de não se submeter à Bula, e sem nenhuma justificação formal nos dar, nem um breve pedido de desculpas! ... Valha-nos Deus!... O Papa...

Agora, a imagem oficial de Nossa Senhora de Fátima, que por ser a Imaculada recebeu nova coroa de Rainha de Portugal que é (que a primeira coroa foi levada no assalto ao Santuário Nacional em Viva Viçosa), foi levada a Roma de avião, como passageiro e não como mercadoria (como é costume, e evidentíssimo), mas agora de modo diferente. Não se sabe se por humildade imposta à Mãe de Deus, reservaram-lhe passagem em segunda classe então a primeira.

Mas dirão os tolos de sempre: "a imagem não é Nossa Senhora!". Claro que não! Em Roma o andor que passou na procissão não ia vazio, nem no momento da consagração do mundo feito pelo Papa esta este diante do "nada"! A imagem colocada no andor e depois no trono (durante a missa) eram a original de Fátima e não uma cópia! O Papa por algum motivo mandou vir de avião a imagem original sob as fortes medidas de segurança do Santuário de Fátima. E isto tudo porque "a imagem não é Nossa Senhora"!? ... Todos sabemos afinal que a imagem, principalmente as imagens "oficiais" são de suma importância porque de certo modo representam perante os homens o santo que se venera. Mas a novidade é que pela primeira vez um Papa, longe do olhar dos fiéis, manda vir a venerável imagem de Nossa Senhora em segunda classe, e diante de todos a entroniza no Vaticano.

Hoje, dia 13 de Maio de 2013, portanto, a imagem de Nossa Senhora lá foi em procissão pela praça de S. Pedro onde esteve entronizada durante a missa rezada pelo Papa Francisco. Esta foi a parte que as fotografias registram. O Papa fez a consagração do mundo a Nossa Senhora de Fátima (Imaculado Coração de Maria), desobedecendo mais uma vez ao pedido que Nossa Senhora fez de Lhe consagrarem a Rússia (expressamente e em determinadas condições). Se por acaso os Papas, por algum motivo especial, acham que não podem fazer tal consagração, são moralmente obrigados a dar uma justificação universal, visto que este pedido foi revelado por Nossa Senhora não por via de segredo, e sim aberto a todos (facto que constituí um escândalo que só o Papa pode resolver e só a ele compete.)

Perdoai-lhe Senhor que não sabe o que faz!...

1 comentário:

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Religião: Virgem de Fátima paga bilhete de avião

Imagem viaja no banco da frente da classe turística, entre dois vigilantes do santuário.

Por:Secundino Cunha

A imagem de Nossa Senhora de Fátima, que vai ser o ícone das Jornadas Marianas em Roma, paga 200 euros de bilhete, ida e volta, tal como os nove elementos da comitiva do santuário que a acompanham.

A imagem original da Virgem, feita em 1920, em Braga, pelo mestre José Ferreira Thedim, viaja para Roma no próximo sábado. Segue dentro de um estojo e é colocada na primeira fila da classe turística, entre dois vigilantes do santuário. Um terceiro vigilante leva o estojo da coroa rica, a que tem a bala que trespassou João Paulo II e que só é usada em cerimónias especiais.

Para além do bilhete de avião, a imagem de um metro e dez, feita em madeira de cedro do Brasil, é, tal como a coroa rica (tem 1,2 kg e é enriquecida por 313 pérolas e 2679 pedras preciosas), acompanhada por um seguro, cujo valor se desconhece.

Esta é, em 93 anos, a 12ª vez que a imagem abandona a redoma à prova de bala da Capelinha das Aparições e é a terceira vez que "aparece" na Praça de S. Pedro.

A primeira vez que saiu do santuário foi em abril de 1942, em visita a Lisboa, mas ao Vaticano foi pela primeira vez em março de 1984, a pedido de João Paulo II.

Desta vez, a presença em Roma da imagem da Virgem de Fátima foi pedida pelo papa Francisco, que a considera "um dos ícones marianos mais significativos para os cristãos em todo o Mundo". ("Correio da Manha")

TEXTOS ANTERIORES