27/09/11

PONTES SEM MARGENS... (II)

Resolvi fazer uma interrupção para tratar de uma mentira (não digo "falsidade") que Sandro Pontes lançou entretanto a meu respeito, na caixa de mensagens do mesmo artigo já mencionado. É um pecado mortal levantar falsos testemunhos, mesmo que a situação os revista de calúnia:
"E se eu me recusei a continuar debatendo com o Ascendens é porque os debates com ele já duram anos, sendo que TUDO o que se fale para ele é como se falar a um protestante: ele não irá mudar porque não quer ouvir."
1 - Em novembro/dezembro de 2008, no finado blogue "Tradição Católica" fiz uma breve intervenção contra a posição de Sandro (arrojado militante do sedevacantismo), facilmente resolvida. Entrei já no final desse mesmo debate (fiz apenas duas ou três intervenções). O tema era o sedevacantismo;

2 - Depois, em 17 de dezembro de 2008 fiz uma proposta ao Sandro que consistiria em apresentar publicamente a suas convicções sedevacantistas, e que as colocasse a debate no blogue ASCENDENS. Disse-lhe que seria um debate comigo e o mais ameno possível, onde eu queria garantir-lhe um diálogo justo, longe de intervenções despropositadas de terceiros, garantir uma moderação que o protegeria de eventuais abusos de possíveis intervenientes. Assim, criei uma série de regras que lhe apresentei, para que as considerasse, em clima de bom relacionamento (tal como ele mesmo chegou reconhecer, e a agradecer). De demora em demora, o Sandro pediu o adiamento da minha proposta para meio ano... etc... etc... Até hoje...  não houve debate, e o Sandro por algum motivo diz que não quer falar comigo: "porque os debates com ele já duram anos"!!!

Isto bastará para defender o meu nome das mentiras lançadas por este sedevacantista. 

Lembro que o pecado mortal, sobretudo, para ser perdoado requer também intenção de reparação. Sandro Pontes já tinha dito em outra ocasião idêntica não ter intenção de tal. Ora, então eu digo aos seus leitores que enquanto Sandro insistir em se manter em pecado mortal devem afastar-se de todo o tipo de texto que escreva em favor das suas ideias. Por outro lado, convido a que oremos por ele, tal como gostaríamos que orassem a Deus por cada um de nós em caso de cairmos em situação idêntica.

2 comentários:

Anónimo disse...

Salve Maria

Ascendens, isso de dizer que no dia 17 aconteceu isto e aquilo é fácil. Não é?

Até mais.

ascendens disse...

Anónimo,

Sim tem razão, entendo. Eu tenho a correspondência via mail do Sandro Pontes desde 2008. Não tenho que a mostrar. Se fosse mentira o Sandro já teria dado sinal. Fiz-me entender?

Por outro não me parece bem publicar essa correspondência. Talvez venha a publicar alguma coisa que sirva apenas de descanso e tranquilidade dos que, de outra forma, poderiam ficar duvidosos.

Obrigado pela sua participação. Teria sido melhor identificar-se.

Volte sempre.

TEXTOS ANTERIORES