04/11/17

"LEVEBVRIANOS" E OUTRAS ACTUALIDADES EM PORTUGAL 2017

Com a aproximação deste findar de 2017 resta-nos dar já notícias conjuntas de alguns acontecimentos significativos em Portugal. Eis que se tem notado uma corrida de grupos tradicionalistas e conservadores etc. a Portugal, este ano (principalmente na segunda metade que ainda não findou). 


FSSPX - (19 e 20 de Agosto)


A Fraternidade Sacerdotal S. Pio X deslocou-se a Portugal, em peregrinação ao nosso Santuário de Fátima, à qual se foram juntando católicos das várias partes do mundo (ao todo 10 mil). O Superior Geral Mons. Bernard Fellay celebrou Missa Solene, assistindo nela os outros dois Bispos da instituição, os quais todos se juntaram no final para renovar a simbólica consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Maria, feita pelo Arcebispo D. Marcel Lefebvre, 30 anos antes (com a manifestação de esperança de que, um dia, o Vigário de Cristo a faça finalmente como Nossa Senhora a pediu). Ainda que sem demora, o sermão sublinhou com especial força a relação entre a necessidade da salvação e a devoção dos 5 Primeiros Sábados (todas as matérias, aqui). Ainda que por motivos meramente logísticos tudo tivesse ocorrido no espaço do parque 14, o que não é raro em outros eventos oficiosos, nada ficou fora de solo do Santuário; possibilitando assim maior recolhimento, preparativo, e uso pleno do arborizado espaço. O acontecimento teve visibilidade no órgãos de comunicação social portugueses.


USML - (28 e 29 de Outubro)


A União Sacerdotal Marcel Lefebvre deslocou-se a Portugal com os seus 4 Bispos, para celebrar a Festa de Cristo Rei, em Fátima, como Missa solene. Foi feita uma declaração conjunta destes Bispos sobre a comemoração do centenário das aparições de Nossa Senhora em Fátima. À ocasião era privada, mas a ela juntaram-se católicos oriundos de vários países. Segundo inesperada informação que recebemos esta semana, do seminário europeu (França) da instituição estiveram presentes um seminarista português, e um seminarista goês ("índia portuguesa").


ICRSS - (1 a 5 de Novembro)


O Instituto Cristo-Rei Sacerdote encontra-se em peregrinação a Fátima. Dia de Fiéis Defuntos o Superior da instituição Mons. Gilles Wach celebrou Missa solene, com assistência do Cardeal Burke, na Basílica de Fátima. Houve também Missa Pontifical votiva ao Sagrado Coração de Jesus e em intenção pelo Papa Francisco, celebrada em Fátima na Basílica da Santíssima Trindade.


Cardeal Burke - Mafra (4 de Novembro)


Durante estes dias de estada do Cardeal Burke em Portugal, haverá hoje Pontifical na Real Basílica de Nossa Senhora e Sto. António de Lisboa, em Mafra; por ocasião das comemorações do terceiro centenário da primeira pedra deste Real Convento de Mafra, símbolo da Cristandade Lusa (e tricentenário da victória naval de Matapam, em que, em defesa da Santa Sé Portugal se coloca como o último vencedor cristão contra os Mouros). A Missa ocorrerá também com a respectiva solenidade adjacente: tocada pelos 6 órgãos, com o Coro Gregoriano de Lisboa, etc.. (mais informação no DN)


4 comentários:

Alexandre Ferreira disse...

Curiosamente, o Pontifical em Mafra não foi segundo a "forma extraordinária" (no vocabulário modernista). E dá que pensar: numa basílica construída segundo as orientações modernistas (em Fátima) há Pontifical a rigor como viram todos nossos antepassados. Numa basílica que tem todas as condições para a celebração da Missa Tradicional, e porque para isso foi feita, faz-se o Pontifical segundo o Novo Rito?!

Nada mais me ocorre que: numa é para dar motivo de ser vítima; noutra para cuspir na Tradição!

Ismael Hernández disse...

¿Porquê, en Fátima, no "mamarracho", se celebrou a Missa Pontifical, segundo o Rito Tradicional do «Missale Romanvm», e en Mafra, segundo o novo «Ordo» (ou seja, o «missal» cozinhado por Bugnini, juntamente c/ 6 "pastores" protestantes)?
Além disso, devo salientar q, segundo as "normas" do «santuário», ¡está "proibida" a celebraçäo da Missa segundo o Rito Tradicional (pasme-se)! ¿Como é q "autorizaram" essa Missa na Basílica e nesse mamarracho? Quando da minha estadía lá, os Sacristaes disseram-me q ¡¡¡tinham "ordens Superiores" p/ impedirem os Padres de fora de celebrarem a Missa «antiga», de costas p/ o povo & etc...!!!

De facto, en Mafra, era preferível ñ se ter celebrado nada, porquanto nela (assim como na verdadeira Basílica de Fátima) é q tem sentido a autêntica Missa, ou seja, a Tridentina:
- nessa "igreja-ovni" de Fátima, que nem sequer é igreja (nem, muito menos "basílica") é q ñ devía haver qualquer Missa e/ou Liturgía... Esse lugar -absolutamente PROFANO- está bem como local de Congressos, mas... ¡NADA MAIS!

C/ os meus melhores cumprimentos,
Ismael Hdez. Fariña.

Ismael Hernández disse...

En aditamento ao meu último comentário, devo acrescentar q, quando da visita do Eminentíssimo Sr. Cardeal Burke a Fátima, a mesma foi alvo de comentários insidosos por parte do Bispo Castrense, q classificou os Tradicionalistas de «pavöes de cauda armada», que têem «gestos Barrocos e bacocos» (D. Manuel Linda, in: Revista «VISÄO», de 25 a 31-1-2018).

E´ este o tipo de "mentalidade" q reina na igreja «post-conciliar»:
- deitar abaixo a essência da própria Igreja Católica e "abraçar" as modernices do chamado «progressismo» e seus mentores... E´ o fim do fim...

C/ os meus melhores cumprimentos,
Ismael Hdez. Fariña.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Com total evidência: a confusão é geral em TODA a Igreja.

TEXTOS ANTERIORES