06/04/08

MEMÓRIAS DE COMENTÁRIOS V

7 comentários:

Ancien Régime disse...

Não é o actual bispo do Porto o ex-bispo auxiliar de Lisboa, uma das personagens mais emblemáticas da CEP?

Sua Ex.ª Reverendíssima transpira modernismo a cada golpe de língua.

ascendens disse...

É o D. Manuel Clemente, que até é conhecido pela sua simpatia, certamente um dos mais simpáticos. Sim. foi auxiliar de Lisboa onde quase todos vão primeiro aprofundar o modernismo.Infelizmente os "golpes de língua" não sao distracções.
E continuaremos a rezar pela conversão dos nossos Bispos portugueses (certamente não virão eles como vieram os judeus querer que não se reze por eles).

magdalia disse...

Haverá algum bispo em Portugal verdadeiramente merecedor da dignidade episcopal?
Não a terão perdido todos em virtude da sua apostasia nada silenciosa?
Enfim.. é muito triste.

Como ovelhas sem pastor..

Ancien Régime disse...

Tive a ler melhor os exemplos da catequese herética que postaste e devo confessar que consegui escandalizar-me!

Estou enojado...

ascendens disse...

eu, no fim de ver tanta coisa estes casos do catecismo tambem me assustaram... É que é uma geração de hereges que foram formados e sem o conhecimento da sã Doutrina. Imagine-se agora que neste momento há UMA pessoa catequizada com este mesmo livro a dar aulas de teologia a futuros sacerdotes e que defende as mesmas ideias do livrinho catequético! Uma alma que defende aquelas porcarias mortais com "último tesouro" que lhe foi dado e ensina-o avidamente aos outros porque entende que tem que é chamado a fazer o bem. Então surdo, dizendo que defende a Igreja e o Concílio, luta contra todos os que se lhe atravessam a tirar aquele aparente remendo de esperança que, como sabemos, é a portinha para a desgraça.
Daqui a uns dias vou ver se publico o caso de um cónego que era um modernista comum para, depois de uma formação diocesana com jovens que deram formação da Nova Evangelização, passou a um estado tão preocupante de heresia, radicalmente, que os textos dele parecem-me manifestações do Demónio. Podemos até ver sintomas psicológicos de desordem. E, isso não o vou testemunhar, eu, numa conversa com ele, pude verificar sintomas de perturbação muito "estranhas".
Já vi na minha Diocese casos de jovens padres em contradição tao profunda e em auto demolição interior (seguramente os que praticam mais a crença modernista) que acabam por levar vidas que oxilam entre a dor profunda e ilógica e as alegrias que procuram apra os escapes... É estes escapes já são eles procurados também com as coisas da Igreja: bailinhos para louvar a Deus, liturgias com palhaçadas, abracinhos e sentimentalismos crentes, afilhadas mais ou menos chegadas com quem vão evangelizar os palcos ...etc... E a juventude gosta... preservativos com fartura nos concertos de música católica (que de católica e de religiosa só tem metade da letra) entendem agora porque eu sou tão severo com algumas coisas? Porque eu conheço esse drama de perto.
A esperança deles está em que a Igreja vai mudar e que será tudo melhor PARA ELES. Entenda-se.

ascendens disse...

claro que há casos e casos contudo o que é fácil verificar é que tanto a vida do clero como das chamadas falsamente "comunidades" é pior e mais que isso: constroem "estruturas" que garantam gradualmente a fixação e o aprofundamento do erro pensando que estão a agir bem e a lutar pela boa causa (a demolição da Igreja).
Conheço um caso de um senhor Pe. que luta na Diocese contra os desmoronamentos dos modernistas progressistas, contudo, alem de ser um entre muitos, não sabendo sair do modernismo, permanece entalado nele: pela graça de Deus vai resistindo mas ao mesmo tempo ainda nao viu " a luz ao fundo do túnel". Um dia temos de fazer algo apra ajudar os sacerdotes modernistas a abandonar a giga heresia.

ascendens disse...

amigos:

Eu tive um problema com a gerencia do DEPOSITO A e tive de me retirar. vou pedir-vos o favor de apagarem esse blogue... eu criei outro e quando o apagarmos transferimos. ... o novo DEPOSITO A já tem um trabalho feito. Não sendo trabalhos para comentar, seria óptimo se cada um pudesse corrigir alguma falha do artigo publicado, para que seja mais exacto e de fácil uso para repostas rápidas sobre cada tema publicado. http://deposita.blogspot.com/

Obrigado

TEXTOS ANTERIORES